O que é uma placa de som de computador e como elas funcionam?

22

Aug 2019

Por:Henrique Guimarães
Desktops | Dicas | Geral | Notícias | Novidades | Tecnologia

Uma placa de som permite que os computadores emitam sons, além de outras coisas. Entenda como funciona essa importante peça do hardware do seu computador ou notebook.

O que é uma placa de som de computador e como elas funcionam?

O que é Hackintosh? Como fazer?

Uma placa de som é a peça do hardware do computador que facilita a entrada e saída dos sinais de áudio. A placa de som é responsável por fornecer os componentes de áudio dos aplicativos multimídia, como música, vídeo, apresentação, jogos etc.

Em muitos computadores, a placa de som vem embutida, mas em alguns deles é necessária uma placa de som de extensão para fornecer os recursos de áudio do computador. Quase todos os computadores necessitam de uma placa de som, e é muito comum nos PCs atuais.

História da placa de som

As placas de som de hoje se conectam a placas-mãe ou são completamente integradas, também conhecidas como onboard), e podem se conectar aos alto-falantes e microfones, gerenciando os recursos de som do computador.

10 super dicas para deixar o computador com Windows 10 mais rápido

Mas os primeiros computadores não tinham placas de som – elas não eram consideradas necessárias para as tarefas básicas que os computadores foram projetados para executar. Em vez disso, os primeiros PCs tinham alto-falantes internos básicos, que podiam produzir áudio de onda quadrada – aqueles “bips” e “boops”.

À medida que os computadores se tornaram mais complexos e começaram a entrar no mercado de consumo, na década de 1980, os fabricantes rapidamente perceberam que precisavam de melhores maneiras de reprodução de som, especialmente para aplicativos avançados e fins gerais de entretenimento. 

Computador sem som? Como corrigir?

A IBM e outros fabricantes voltaram-se para desenvolver uma nova tecnologia de placa de som, para ir além dos bips, e ser capaz de reproduzir músicas, vozes, etc.

No final dos anos 80, os computadores começaram a contar com placas de som embutidas. Inicialmente, essas placas de som abrangiam apenas alguns aplicativos específicos, mas com o passar do tempo, as placas de som ganharam mais versatilidade, e logo estavam trabalhando com diferentes softwares.

Apple terá que pagar tarifas por computadores fabricados na China, entenda!

Anatomia de uma placa de som

Uma placa de som típica possui:

  • Processador de sinal digital (DSP) que manipula a maioria dos cálculos
  • Conversor digital para analógico (DAC) para o áudio que sai do computador
  • Conversor analógico-digital (ADC) para o áudio que entra no computador
  • Memória ROM ou memória Flash para armazenar dados
  • Interface digital de instrumento musical (MIDI) para conectar equipamentos de música externos (para muitos cartões, a porta de jogo também é usada para conectar um adaptador MIDI externo)
  • Conectores para alto-falantes e microfones, bem como entrada e saída de linha
  • Porta de jogos para conectar um joystick ou gamepad

As placas de som atuais geralmente são conectadas a um slot PCI (Peripheral Component Interconnect), enquanto algumas placas mais antigas ou baratas podem usar o barramento Industry Standard Architecture (ISA). 

Muitos dos computadores disponíveis atualmente incorporam a placa de som como um chipset na placa-mãe, o que deixa outro slot aberto para outros periféricos. O SoundBlaster Pro é considerado o padrão de fato para placas de som. Praticamente todas as placas de som atualmente incluem a compatibilidade do SoundBlaster Pro.

Geralmente, marcas diferentes de placas de som usam o mesmo chipset. Um chipset básico vem de um fornecedor de terceiros, e o fabricante da placa de som adiciona várias outras funções e software incluído, para diferenciar seu produto.

O que é placa de som do computador e como funciona?

Uma placa de som permite que os computadores emitam sons, além de outras coisas. Entenda como funciona essa importante peça do hardware do seu computador ou notebook. Por Priscilla Kinast em 21/08/2019 08:08 em Hardware Pular para comentários

Uma placa de som é a peça do hardware do computador que facilita a entrada e saída dos sinais de áudio. A placa de som é responsável por fornecer os componentes de áudio dos aplicativos multimídia, como música, vídeo, apresentação, jogos etc.

Em muitos computadores, a placa de som vem embutida, mas em alguns deles é necessária uma placa de som de extensão para fornecer os recursos de áudio do computador. Quase todos os computadores necessitam de uma placa de som, e é muito comum nos PCs atuais.

Sete acessórios incríveis para ‘turbinar’ seu computador

História da placa de som

As placas de som de hoje se conectam a placas-mãe ou são completamente integradas, também conhecidas como onboard), e podem se conectar aos alto-falantes e microfones, gerenciando os recursos de som do computador.

Mas os primeiros computadores não tinham placas de som – elas não eram consideradas necessárias para as tarefas básicas que os computadores foram projetados para executar. Em vez disso, os primeiros PCs tinham alto-falantes internos básicos, que podiam produzir áudio de onda quadrada – aqueles “bips” e “boops”.

Acer revela seu novo projetor que cabe em uma pasta

À medida que os computadores se tornaram mais complexos e começaram a entrar no mercado de consumo, na década de 1980, os fabricantes rapidamente perceberam que precisavam de melhores maneiras de reprodução de som, especialmente para aplicativos avançados e fins gerais de entretenimento. 

A IBM e outros fabricantes voltaram-se para desenvolver uma nova tecnologia de placa de som, para ir além dos bips, e ser capaz de reproduzir músicas, vozes, etc.

No final dos anos 80, os computadores começaram a contar com placas de som embutidas. Inicialmente, essas placas de som abrangiam apenas alguns aplicativos específicos, mas com o passar do tempo, as placas de som ganharam mais versatilidade, e logo estavam trabalhando com diferentes softwares.

Anatomia de uma placa de som

Uma placa de som típica possui:

  • Processador de sinal digital (DSP) que manipula a maioria dos cálculos
  • Conversor digital para analógico (DAC) para o áudio que sai do computador
  • Conversor analógico-digital (ADC) para o áudio que entra no computador
  • Memória ROM ou memória Flash para armazenar dados
  • Interface digital de instrumento musical (MIDI) para conectar equipamentos de música externos (para muitos cartões, a porta de jogo também é usada para conectar um adaptador MIDI externo)
  • Conectores para alto-falantes e microfones, bem como entrada e saída de linha
  • Porta de jogos para conectar um joystick ou gamepad

As placas de som atuais geralmente são conectadas a um slot PCI (Peripheral Component Interconnect), enquanto algumas placas mais antigas ou baratas podem usar o barramento Industry Standard Architecture (ISA). 

Muitos dos computadores disponíveis atualmente incorporam a placa de som como um chipset na placa-mãe, o que deixa outro slot aberto para outros periféricos. O SoundBlaster Pro é considerado o padrão de fato para placas de som. Praticamente todas as placas de som atualmente incluem a compatibilidade do SoundBlaster Pro.

Geralmente, marcas diferentes de placas de som usam o mesmo chipset. Um chipset básico vem de um fornecedor de terceiros, e o fabricante da placa de som adiciona várias outras funções e software incluído, para diferenciar seu produto.

Conexões da placa de som

  • fones de ouvido
  • alto-falantes amplificados
  • uma fonte de entrada analógica
    • microfone
    • rádio
    • deck cassete
    • CD player
  • uma fonte de entrada digital
    • audiotape digital (DAT)
    • Drive de CD
  • um dispositivo de saída analógica – tape deck
  • um dispositivo de saída digital
    • DAT
    • CD gravável (CD-R)

As placas de som modernas (high-end) oferecem saída de quatro alto-falantes, e interface digital através de um conector. Para os audiófilos, há uma nova geração de placas de som digitais, que é prática para aplicativos que precisam de som digital, como CD-R e DAT. Permanecer digital sem qualquer conversão de ou para analógico ajuda a evitar o que é chamado de “perda geracional”. As placas de som digitais têm provisões para entrada e saída de som digital, assim você pode transferir dados de DAT, DVD ou CD diretamente para o seu disco rígido no seu PC.

Como funciona a placa de som

Arquivos de áudio em um computador são armazenados como código. As informações digitais podem armazenar facilmente muitas formas de onda sonoras, mas não criam sons. A placa de som apenas traduz o áudio do código digital para as ondas sonoras, conforme necessário.

Para fazer isso, a placa usa um DAC ou conversor digital para analógico. O trabalho do conversor é converter o código do arquivo de áudio em impulsos elétricos, que viajam através das conexões da placa de som para os alto-falantes. Os drivers do alto-falante transformam o impulso elétrico em ondas sonoras físicas, e então temos som. Todos os alto-falantes, internos ou externos, devem estar conectados à placa de som para funcionar corretamente.

Porém, as placas de som também têm outra função muito importante, que é fazer o contrário. Se o seu computador tiver um microfone, ele também será roteado pela placa de som. Aqui, os cartões usam um ADC, ou conversor analógico para digital, que converte as ondas sonoras criadas pela sua voz em um código, que se transforma em um arquivo de áudio.

As placas de som também podem ter funções adicionais, como servir como uma interface MIDI. As placas de som atuais geralmente são otimizadas e altamente integradas, para reduzir os custos (com os drivers de software gerenciando recursos extras), mas algumas versões ainda têm esses recursos internos.

Atualização da placa de som

Uma placa de som normalmente pode ser substituída por uma placa diferente, o que é bom para reparos e útil se você quiser atualizar sua placa de som para uma versão melhor. O hardware de som integrado a uma placa-mãe não pode ser substituído, mas pode ser desativado, permitindo que você mude para uma placa de som melhor.

Placas de som avançadas podem melhorar o áudio, ajudar a adicionar mais clareza ao som digital ou usar o próprio poder de processamento para aliviar a carga da CPU. Há também placas de som USB, que permitem conectar fones de ouvido, microfones e outros dispositivos de áudio ao computador por meio de um pequeno adaptador, que pode ser conectado diretamente a uma porta USB. Embora as placas de som possam ser caras, os modelos básicos são suficientes para a maioria das pessoas. 

Via: oficinadanet

Ainda não recebemos comentários. Seja o primeiro a deixar sua opinião.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

R. Rio Grande do Sul, 1040 - Lourdes, Belo Horizonte - MG, 30170-111

(31) 3335-3000

aluguel@compumake.com.br