Robôs e computadores ameaçam empregos formais no Brasil

05

Apr 2019

Por:Henrique Guimarães
Notícias

30 milhões de vagas em risco, diz Ipea

Maior uso de máquinas e robôs pode afetar 30 milhões de vagas até 2026 no Brasil Agência Brasil

O alto número de desempregados no Brasil, superior a 13 milhões, enfrentará mais um desafio: a automação de vagas. Um estudo do Ipea (Instituto de Pesquisas Econômicas Aplicadas do Ministério da Economia) mostra que nos próximos 7 anos, 30 milhões de empregos estão em risco pelo uso de computadores e robôs. As informações são do programa Fantástico desse domingo (31.mar.2019).

► COMPUTADORES ASUS FORAM INFECTADOS COM ‘MALWARE’

As mudanças afetam diferentes áreas de atuação, como a de montador de estruturas de aeronaves e a de exploração de resinas, que é o caso dos seringueiros.

O estudo avaliou que, nas 2.602 ocupações brasileiras, 30 milhões de vagas deixariam de existir caso, até 2026, os empregadores optassem por aderir as tecnologias já disponíveis em cada área de atuação.

A substituição de empregos por alternativas computacionais e robóticas tende a tornar a atividade mais rápida e precisa, mas nem sempre é financeiramente viável para as empresas.

DESTAQUES NA PESQUISA

As 5 profissões com 1 maior risco de substituição apontadas pelo estudo são: taquígrafo, torrador de café, cobrador de transportes coletivos, recepcionista de hotel e auxiliar de garçom. As 5 de menor risco são: engenheiro de telecomunicações, psicanalista, engenheiros de sistemas operacionais em computação, conservador-restaurador de bens culturais e analista de suporte computacional.

 

Via: poder360

Ainda não recebemos comentários. Seja o primeiro a deixar sua opinião.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

R. Rio Grande do Sul, 1040 - Lourdes, Belo Horizonte - MG, 30170-111

(31) 3335-3000

aluguel@compumake.com.br