A Crise dos Chips: Prazo de entrega acima de 20 semanas agrava a situação, entenda!

23

ago 2021

Por:Henrique Guimarães
Geral | Mercado | Mundo | Notícias | Tecnologia

Demorou mais de 20 semanas para as empresas receberem pedidos de chips, indicando uma crescente escassez que assola os fabricantes de automóveis e computadores.

Os prazos de entrega de semicondutores aumentaram em mais de oito dias, para 20,2 semanas em julho em relação ao mês anterior, segundo pesquisa da Susquehanna Financial Group. O número de junho já era o maior tempo de espera desde que a empresa começou a rastrear os dados em 2017.

A escassez de microcontroladores, chips lógicos que controlam funções em carros, equipamentos industriais e eletrônicos domésticos, cresceu em julho, segundo o relatório. Os prazos de entrega para esse tipo de chip são agora de 26,5 semanas, em comparação com um intervalo típico de seis a nove semanas.

Uma notícia positiva: os tempos de espera diminuíram para chips de gerenciamento de energia, semicondutores que regulam o fluxo de eletricidade em diversas aplicações, desde smartphones à geração de energia solar.

Via: 6 Minutos

Ainda não recebemos comentários. Seja o primeiro a deixar sua opinião.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

R. Rio Grande do Sul, 1040 - Lourdes, Belo Horizonte - MG, 30170-111

(31) 3335-3000 | (31) 98466-1555 | (31) 98466-1567

(31) 98466-1555 e (31) 98466-1567

aluguel@compumake.com.br